quarta-feira, 5 de setembro de 2012

PORTALEGRE-- MINHA TERRA QUERIDA


PORTALEGRE- MINHA TERRA QUERIDA

Ando a cantar-te- minha terra querida
Consoante o que a meu ser é permitido.
É apenas o reconhecimento mais sentido
Por quanto eu te considero- minha vida.

Quisera fazer mais, cantar-te bem melhor!
Louvar-te como mereces-  ó mãe querida!
Ser teu cantor de valia nesta nossa lida
Assim dando a conhecer-te, por teu favor.

Dizer, aqui bem alto, que te admiro e amo!
Que longe daqui sempre por ti chamo
Neste anseio de voltar que vive em mim.

Não é exagero, não, dar-te a conhecer
Pois te  considero- Portalegre- mãe do meu ser
E é por ti que  hei de cantar até ao fim.

Portalegre, 5 de setembro de 2012
JGRBranquinho

Sem comentários:

Enviar um comentário