quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

O NOSSO ENCONTRO


         O  NOSSO  ENCONTRO

Quantos gestos de amor- jamais fingidos-!
Trocámos, meu Amor, nessa breve relação.
Estivemos a sós, coração com coração,
Não demos conta dos minutos decorridos.


Quantos gestos de amor- jamais fingidos-!
Ali repetimos em êxtase- nossa mor paixão.
Desfrutámos, em pleno, tão bela ocasião
Depois de tantos dias(de ausência)repetidos.


De nossos dois corpos, gestos de mais calor!
Gestos de acordo com nosso eterno amor,
Manifestações de loucura, mas tão naturais.

Envoltos nossos seres, em amplexos amorosos,
Por ambos considerados os mais ditosos,
Por muito que vivamos, não 'squeceremos mais.

Quinta da Piedade, 6 de dezembro de 2012
JGRBranquinho

Sem comentários:

Enviar um comentário