quinta-feira, 5 de setembro de 2013

ERA UMA MANHÃ NORMAL

   ERA  UMA  MANHà NORMAL
Era uma manhã normal, a daquele dia, com os preparativos inerentes a mais uma saída de casa para ir trabalhar a uma distância de cerca de dez quilómetros .
Sem que nada o fizesse esperar, após tratar da higiene pessoal, e tomado o pequeno almoço, aprestava-se para sair, quando o toque do telefone o surpreendeu, dada a hora matinal- 7.30 h.!
Pensou não atender, pois era a hora habitual de se por a caminho e corria o risco de perder o autocarro das 7.45 h.
Pensou um pouco e, na dúvida sobre se seria algum assunto importante, resolveu atender, embora algo contrariado.
Na véspera tivera um curta conversa  muito agradável- e até certo ponto interessante- com uma moça um tanto mais jovem e, tomara uma atitude não muito habitual em si, já que era algo tímido.
Ficara um pouco preocupado pela reação negativa da amiga no dia anterior, mas nunca esperaria uma chamada especialmente àquela hora, dado que entendia, por mais normal, ser ele a ter que um dia dar uma justificação.

Sem comentários:

Enviar um comentário