domingo, 17 de setembro de 2017

DESPONTOU O SOL


Resultado de imagem para nascer do sol montanhas

DESPONTOU O SOL
Despontou o Sol
por detrás do monte
Acordou o dia
no meu lugar.
Canta a água
na velha fonte
Anima-se a vida,
vamos trabalhar.

Despontou o Sol,
surgiu novo dia
Há alegria nos corações.
Anima-se o campo
que a noite encobria
Ouvem-se as aves
com suas canções.

Na rua, contentes,
brincam as crianças.
No largo do Monte,
há agora mais vida.
Em seus corações,
novas esperanças
O futuro sonhando
na aldeia querida.

Que esse futuro
lhes seja a contento
Que Deus as ajude
a todo o momento.

Nota:-Aqui, ainda as crianças brincam na rua.

Monte Carvalho, Setembro de 1965
JGRBranquinho   -  Little White






terça-feira, 12 de setembro de 2017

SALVE, MENINA E MOÇA!

Salve, menina e moça
-meu encanto neste mundo!
A graça feita mulher
- flor do meu jardim.
Luar de prata
- rio em que me inundo!
Verso dia a dia renovado
de inspiração sem fim.

Em ti me inspiro!
Por ti choro, por ti canto.
Sou melhor poeta
escrevendo para ti.
Ah! como te quero,
como vives no meu canto!
Nunca, por alguém,
tanto querer sem ti.

Deusa que pus no altar
 que idealizei
Em ti encontrei o encanto
 que me dá vida!
A tua imagem, 
com ternura ali guardei.
Viverei sem te ter, 
Musa querida?!

O amor sem fim, 
ansioso, andei sonhando.
Rezei pelo ideal
que hoje encontrei!
Deusa/mulher,
por ti, sou feliz cantando!
A ti e só a ti,
meus versos consagrei.

JGRBranquinho  - Little White

domingo, 10 de setembro de 2017

PARA SER LIVRE, PARA SER FELIZ!

PARA SER LIVRE
PARA SER FELIZ!

Eu nasci para ser livre,
               para ser feliz!
Uma convicção
               em mim bem arreigada.
Não aceito viver
               em qual negra madrugada
Associação feita
               por me sentir infeliz.
Sei-o bem…
              não sou quem queria ser!
Conheço-me
              e lamento situações vividas.
Interrogo-me:
            -por que não tenho o que almejo ter?!
Pois que amo a Vida,
             a Alegria, nas emoções sentidas.
Amo a Paz,
             a Justiça, a Bondade, o Amor.
Reafirmo o amor
             do Amor pelo puro Amor,
A Verdade dum querer sem mácula
             por quem me ama e quer.
Sol de Vida que sonhei,
             que sempre quis, que vivo a amar.
Enterneço-me no nascer de cada novo dia,
             na visão do mar,
Reencontro da minha alma,
                     verdade do meu ser.
Liberto das negras amarras,
                     livre para ser feliz,
Integrando uma sociedade
                     bem mais humana!
Vitória da Solidariedade
                   sobre o Egoísmo,
Reencontro do Éden
                    há muito perdido,
Envolto no manto do Respeito,
                    da Amizade, do Amor.
LIVRE PARA SER FELIZ, SENHOR,
ENQUANTO AQUI ESTIVER.

Nota:- Revisto na Quinta da Piedade,
em 10 de setembro de 2017.
JGRBranquinho  -  Little White”



quarta-feira, 6 de setembro de 2017

DA MINHA VARANDA



Resultado de imagem para ponte vasco da gama lisboa km


DA MINHA VARANDA

Da minha varanda
sobre o largo Tejo,
Encantado,
olho suas mansas águas.
O Sol o beija,
esqueço minhas mágoas,
Nele me detenho,
nele me revejo.
Elegantes barcos
sulcam suas águas
Com garridas cores
o embelezam.
Nossas almas,
nessa visão se enlevam,
Esvaem-se num ai,
nossas mágoas.
Vejo a “Vasco da Gama”
-A “ponte anã”-
Sempre percorrida
com o maior afã
Ligando Lisboa
à outra margem.
Comprida,
elegante e ondulada,
Muito utilizada,
muito bem cuidada,
És, ponte amiga,
meu começo de viagem.

JGRBranquinho    - “Zé do Monte”





segunda-feira, 4 de setembro de 2017

TENHO SAUDADES

TENHO SAUDADES

Aqui longe, na cidade grande, tenho saudades, senhora. Saudades tuas e do tempo tão breve que estive contigo.
Foi breve, na realidade, avaliado sob diversos aspetos. Quando se tem a feliz oportunidade de desfrutar desses instantes, já começa a sentir-se que são breves, e, por tal motivo, não se tira verdadeiramente partido deles. Por outro lado, senhora, por uma questão de algum acanhamento, e, tendo também em conta a perspetiva da partida que se aproxima, o raciocínio tolda-se um pouco e as ideias não saem como depois, já longe, surgem, então já mais  lúcidas, num estado de alma, agora já mais calmo.
Por uma questão de feitio, por um modo de ser e sentir, é assim comigo.
Hoje, na distância, saudoso e mais refletido, lamento que tudo o que falámos não fosse mais de acordo com os meus sentimentos.
Será que alguma vez será diferente? O meu tempo de vida já algo longo (talvez mesmo muito longo) inibe-me de poder afirmar-me como teria sido se fosse noutra época.
Quero é que saibas, senhora, que apesar disso, te quero muito e tenho orgulho de contar com a tua amizade, o que já me satisfaz, na condição em que hoje me encontro.
A vida não nos proporcionou um encontro mais cedo e há que saber contornar a situação.
Que Deus te conceda uma vida repleta do maior conforto, desfrutando de todas as alegrias profissionais,  familiares e sociais, na certeza de que podes contar SEMPRE com a minha amizade e admiração.
É o que me apraz dizer e faço-o com toda a sinceridade, tal como o sente o meu coração e mo dita o pensamento.
Que sejas verdadeiramente feliz, senhora!
Até sempre!
Beijinho.
JB

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

UMA FLOR SOB A FORMA DE MULHER (acróstico)


Resultado de imagem para Uma flor sob a forma de mulher


Uma flor sob a forma de mulher
Mulher importante- a mais querida!
A clara luz que deu luz à minha vida
Formosa estrela- bênção do meu ser.
Linda e simples-encanto diferente
Ondulante, qual seara abençoada,
Rosa pelo poeta mais cantada
Sol amigo que afaga ternamente.
Olho-a com os olhos do amor,
Bendita flor, enche o meu olhar!
A água que refresca, meu mar,
Fortaleza e refúgio salvador.
O seu porte, por mim é consagrado!
Relíquia bem guardada em mim.
Minha musa de inspiração sem fim
Até que pela morte for chamado.
Dela, tenho o perfume inebriante,
Enlevo que prende, me faz viver!
Mulher que em mim fez renascer
Uma nova poesia, mais pujante.
Luar da noite clara que não finda,
Hei de cantá-la, minha alvorada!
Encantadora musa - diva amada,
Rosa viçosa de beleza infinda.

JGRBranquinho  - "Little White"

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

CAIU A NOITE



Resultado de imagem para imagens da noite lindas

Caiu a noite, aos poucos, na cidade grande.
Acendem-se as luzes que lhe trazem mais brilho, 
maior beleza aos olhos que a contemplam.
Há lugares que parece transformarem-se
comparativamente ao seu aspeto durante o dia! 
Começa uma outra vida, 
bem diferente da que preencheu 
(por uma necessidade real de sobrevivência) 
as nossas vidas até há pouco, 
sob a luz do astro-rei.
É agora outra a azáfama 
dos que a vivem ou têm que a viver 
por dever de ofício!
A cidade não pára, 
embora em moldes diferentes. 
Uns, a escolhem para seu prazer e, outros, 
a têm para seu sustento, 
mercê de actividades que desenvolvem 
nos lugares procurados por aqueles  
que a vêm desfrutar.
Há um ambiente mais propício 
ao convívio entre uns e outros, 
uma  maior aproximação que cativa 
e faz criar laços de amizade. 
É um  forte motivo de atração, 
depois de um dia de trabalho, 
em que as pessoas se preocuparam, 
acima de tudo, 
com os seus deveres de caráter profissional.
Cada um à sua maneira, 
procura, agora, os lugares 
onde se sente mais confortável, 
onde também já tem os seus amigos 
de diversão noturna, tudo girando, 
afinal, à volta do seu bem-estar, 
esquecendo ou procurando esquecer, 
os problemas do dia a dia.
A vida à noite tem atrativos, 
que sendo (idealmente) bem aproveitados, 
contribuem para um maior 
equilíbrio das nossas vidas. 
Todos sabemos, ainda assim, 
que se correm muitos perigos 
na noite da grande cidade 
e é preciso que todos, também , 
não percam a compostura 
e a saibam viver de acordo 
com as boas normas que devem, 
que têm que presidir, num ambiente, 
que é, essencialmente, de diversão, 
onde um copo a mais pode estragar tudo. 
É isso que se não deseja!
 Por isso, atenção, amigos da noite...
Pessoalmente, 
incluo-me no grupo 
dos que gostam da noite, 
embora cada vez a desfrute menos, 
mercê da idade.
Noutros tempos, sim, 
adorava a chegada da noite 
(que me dava uma outra perspetiva da vida) 
e hoje sinto saudades, 
que suavizo com uma ida ao cinema, 
a um jantar familiar ou de amigos, 
assim como a um bom jogo de futebol.
Que cada um faça a sua escolha! 
Se for a da noite, então... 
que se divirta com os amigos 
e nela possa encontrar o bem-estar 
que complete a sua vida
nesta sua passagem pela Terra.
O meu abraço.

JGRBranquinho   - "Zé do Monte"

NOTA:_ A concluir.