sexta-feira, 30 de março de 2012

ANSEIO MEU

Quisera-  hoje- outros versos poder cantar!
Um poema que me enchesse, por diferente.
Algo melhor que há muito trago em mente
Sem, jamais, ter conseguido publicar.

Quisera!- E não quero?! Quero, sim, Senhor!
Quero poder cantar como jamais cantei!
Ambição que há muito em mim guardei
E é filha desta alma, deste peito sofredor.

Quisera e quero, antes que chegue a morte...
Dizer aos outros que luto por esta sorte:
-Poder saber que alguém ouviu a minha voz!

Será querer muito? Será ambição desmedida?
É um propósito sério que acalento nesta lida
E gostaria de oferecer hoje a todos vós.

JGRBranquinho

terça-feira, 27 de março de 2012

UMA GRAÇA DE DEUS

Foi outrora uma praça forte da moirama
Burgo ridente onde brotou bonita Flor.
Alguém a quem o poeta tanto ama
Por quem canta em seus versos de amor.

Em dia abençoado, nessa jóia alentejana,
Moura encantada nascia em lar de amor.
Ficou mais rica a bela terra transtagana
Com esse raio de sol a dar-lhe mais calor.

Embevecidos ficaram todos que a viram!
Do Céu, os santos anjos lhe sorriram
Por graça de Deus que a deu tão linda!

Seus queridos pais, tão felizes, a criaram.
Seus corações, em cada dia, rejubilaram
Como eu num sentir que não mais finda.

JGRbranquinho

A LIBERDADE- SENHOR ! ( acróstico)



A liberdade- Senhor-
                hoje Te imploro!


Liberdade de ser!
               Como agir, como falar.
Intensamente
             eu amo, Senhor! E choro
Benditas lágrimas
                vertidas por amor.
Encarecidamente
             Te peço proteção!
Rezo com toda a fé,
             em cada prece.
Dá-me a liberdade
             que quer o coração:
A alegria de a viver
              se tal merece
.Deixa-me- Senhor-
              realizar meus anseios
E poder gozar,
               em breve, tal ventura!


Satisfazer meus sonhos,
               findos meus receios,
Esquecida para sempre
               toda a amargura
Não me deixes morrer
              sem a minha Flor!
Horas tão dificeis
             que passo nesta vida!
O mesmo lar com ela,
             construído no amor,
Radiosa realidade,
             para mim, a mas querida.


JGRBranquinho

A HISTÓRIA DA CINDERELA

Há bués de time havia uma garina cujo cota já tinha esticado o pernil e que vivia com a chunga da madrasta e as melgas das filhas dela.
A Cinderela-Cindy pós amigos- parecia que vivia na prisa, sem tempo sequer pa enviar uns mails.
Com este desatino só lhe apetecia dar de frosques, porque a  madrasta fazia-lhe bué de cenas.
É então que a Cindy fica a saber da alta desbunda que ia acontecer uma party!
A gaja curtiu totil a ideia, mas as outras chavalas cortaram-lhe as bases.Ela ficou completamente passadunte, mas depois de andar à toa durante um coché, apareceu-lhe uma fada baril que lhe abichou um vestido bué bacano e ela ficou a parecer uma ganda febra. Só que ela só se podia  afiambrar da cena até ao bater das 12 badaladas.
A tipa mordeu o esquema e foi pra borga sempre a abrir. Ao entrar na party topou um mano cheio de papel que era bom como milho e que tamem a galou.Aí, a Cindy passou-se dos carretos e desbundaram "ól nait long".
Até que a Cindy, ao ouvir as doze badaladas, teve de se axandrar e narrou-se.O nutra ficou completamente abardinado cand'ela deu de fuga e foi atrás dela mas só encontrou plo caminho o chanato da dama.
No dia seguinte, com uma alta fezada, meteu-se nos calcantes e foi à cata dum chispe quentrasse no chanato.
Como era um alta cromo teve uma vaca descomunal e encontrou a maluca, pa ganda desatino das outras fatelas que tiveram um ganda vaipe cando sóberam que eles iam juntar os trapos.
No fim, a garina e o chavalo curtiram largo e foram bueréré de felizes.
NOTA:
Numa Escola de Lisboa, entre outras, esta foi uma versão de um dos alunos, da História da Cinderela
JGRBranquinho

domingo, 25 de março de 2012

ROSA VERMELHA


Uma Flor bonita- a mais bonita Flor!,
Cuidei no meu jardim de ilusão.
Encontrei nela a minha realização
Por ela dei à minha vida mais valor.

Uma Flor bonita- a mais bonita Flor!,
Dia-a-dia olhei com total admiração.
Sua beleza penetrou-me o coração
Exultante de alegria, por tanto amor.

Era uma Rosa de um vermelho raro
Tal como as rosas de seu querer avaro
A quem chamei, amando, MINHA FLOR

Rosa vermelha! Como me enlouqueceu!
Foi ela que meus momentos engrandeceu
Por isso lhe chamarei sempre:- MEU AMOR.

JGRBranquinho

quinta-feira, 22 de março de 2012

CANTO A NOITE, CANTO O DIA !

Eu, poeta, canto a noite, canto o dia
Num assomo de paixão, mesmo de amor!
Canto esta sequência, canto eu seu louvor
Integro-os em minha humilde poesia.

Eu, poeta, canto a noite, canto o dia
Sem jamais descuidar um outro querer!
Associo-o às melhores vivências do meu ser
Enlaçado em seus traços de magia.

Caminhamos juntos pelas ruas e vielas
Loucos por tanto amor vivido nelas
Dia e noite, até romper a madrugada!

Assim... nossos  corpos entrelaçados
Se confundem num só por tão ligados!
Somos eternos amantes nesta estada.

JGRBranquinho

domingo, 18 de março de 2012

SÓ DEUS SABERÁ

Sofro, cada dia, por te não ver, por te não ter!
Sofro, sim, porque te amo desde o dia do primeiro encontro.(Encontro que sem saberes eu provoquei...)
Estávamos quase sós na velha estrada onde te fui esperar pela tardinha, naquele mês de outono, tempo de abertura das aulas, nessa época.
Não te conhecia! Até há pouco, nem sabia que existias!
Ao ver-te, uns dias antes, a caminho da Escola, senti seres tu aquela com quem sonhava!
Que era em ti que encontrara a mulher, ainda jovem, que eu iria amar.
Disse-mo o coração, sentiu-o a minha alma- todo o meu ser!
Já não sei o que dissemos, nem o que falámos! Sei o que senti, como senti! Logo ali decidi escrever-te a carta mais bonita que eu conseguisse escrever, dando-te parte do fervor sentido, do fervor já mais sentido por alguém!
No dia seguinte...seguiu a carta- uma carta como nunca escrevera!
Pus nela todo o meu espírito poético, como um retrato que eu queria o mais fiel sobre mim, de modo a que conhecesses quem te dirigia aquelas palavras, louco de entusiasmo, na esperança duma tua resposta agradável- que o mesmo era dizer, de total assentimento ao meu pedido, à minha declaração de amor.
Veio a tua resposta e eu senti a necessidade de a mostrar aos que muito queria e muito me queriam.
Quis que soubessem do meu sentir por ti e do modo como me respondeste.Era feliz, tão feliz! Para mim, nessa altura, nada mais importante existia como ambição própria, como anseio maior, como realização mais conseguida!
Era a realização dum sonho, do meu maior sonho! Era ter recebido algo maior que o Céu me tinha reservado.
Esses dias- digo-o com toda a sinceridade, com toda a verdade- foram para mim, duma felicidade inaudita-  meu Amor! Como nunca tivera! Como jamais tive, crê- meu Amor!
Hoje, confirmo-o e penso que nunca mais terei felicidade igual, por muito que viva!
Amo-te com todas as veras do meu ser, que só a ti pertence e pertencerá!
AMO-TE- MEU  AMOR !
AMAR-TE- EI  SEMPRE!
PORQUE TE NÃO TENHO?!
SÓ  DEUS  SABERÁ.

NOTA:- Texto revisto em 18/03/2012
JGRBranquinho

SÓ DEUS SABERÁ

Sofro, cada dia- meu Amor-
- por te não ter!
Sofro porque te amo
como nunca amei,
Foi a ti- mulher-
-que me consagrei
Num anseio constante
do meu ser.

Sofro, cada dia- meu Amor-
-por te não ter!
Sofro porque só a ti
me dediquei.
Sofro porque só de ti
me enamorei
E a todo o instante
queria poder ver.

O que foi que aconteceu
em nossas vidas?!
Quem hei de culpar
por não estar contigo?!
Porque hei de sofrer
se te amo como a ninguém?!

Não sei- MEU AMOR!
Alguém saberá?
Não sei- MINHA FLOR!
SÓ DEUS SABERÁ.

JGRBranquinho

sexta-feira, 16 de março de 2012

PERTO OU LONGE



Olho-te! Admiro-te!
Encanto-me em ti.
Fixar teu belo rosto...
 é minha alegria.
Tendo-te tão perto-
-meu Amor- sei que vivi!
Esvaiu-se, por instantes,
a Dor que em mim havia.

Olho-te!
Adoro esta realidade:
-A graça de poder
 estar bem junto a ti!
São momentos raros-
suma felicidade!...
Como por ninguém-
-senhora-
-jamais senti.

Olho-te!
Vejo-te tão perto,
quero abraçar-te!
Sentir -te bem juntinha
ao coração.
Pois se vivo
para amar-te...
Porque não ter
tal permissão?!

Amo-te muito, sim,
mulher querida!
Tu sabes,
pois to revelei,
to demonstrei.
Por ti...
constante
a minha lida!
Foi a ti- Amor-
-que me consagrei.

Guardado está
o momento
que te encontrei,
Te falei e ouvi
pra meu encanto!
Não mais-
-perto ou longe-
-o esquecerei!
Eterna
presença viva
no meu canto.

JGRBranquinho

terça-feira, 13 de março de 2012

CANTO O TEMPO

Canto o tempo
 dum tempo que não esqueço!
Canto esse tempo
 que saudoso recordo agora:
-Esse pedaço de céu
 que bem conheço
E onde, ainda hoje,
minha alma mora.

Canto e louvo
por imperativo do coração!
Não sei viver
sem lá voltar repetidamente.
Escrevo por ele,
sem favor, a melhor canção!
Hei de voltar,
 ficar lá eternamente.

 Lugar que me viu nascer
 e tanto amo,
És, meu Monte,
Ribeira de Nisa amada!
Por ti- meu oásis-
em cada hora chamo!
É aí que quero ficar-
- terra encantada.

JGRBranquinho
.

terça-feira, 6 de março de 2012

NESTE CAMINHAR DA VIDA




Neste caminhar da vida,
estrada fora...
Há sol e luar,
sombras e noite escura.
Há vivências de amor
que a alma adora
Dum simbolismo marcante
todo ternura.

Neste caminhar da vida,
estrada fora...
Há alegria/encanto
que em nós perdura.
Há lidas e tristezas
que ninguém ignora
Que ferem o íntimo
de uma alma pura.

De tudo se compõe
a nossa viagem!
Todos dizem não ser
mais que uma passagem...
Mas... quantas vezes
não é bem aproveitada!

De uma vez por todas
vamos aproveitá-la!
Vamos acordar pra realidade,
vamos gozá-la!
A VIDA...
A TAL PASSAGEM...
MERECE SER VIVIDA
MERECE SER CANTADA.

Quinta da Piedade, 04/03/2012
José Garção Ribeiro Branquinho

sexta-feira, 2 de março de 2012

NÃO AMES UM POETA (acróstico )



Não ames um poeta, deixa-o sofrer!
A vida, para ele, é luta permanente.
O seu anseio...vai consigo até morrer
A sua alma...fogueira sempre ardente.

Mortifica-se pelo seu modo de ser,
Esperando um mundo melhor- diferente!
Sonha, dia-a-dia, melhores poemas escrever:
Uma nova poesia... sua ambição frequente.

Martiriza-se! Deseja mais- sempre mais!...
Por querer ver os outros, seus iguais,
Olhando-os nos olhos,aberto o coração!

Envolve-se nessa luta por inteiro
Tem consigo esse intento por primeiro
A luz suprema de mais forte inspiração.

JGRBranquinho
Exibições: 4