sexta-feira, 30 de março de 2012

ANSEIO MEU

Quisera-  hoje- outros versos poder cantar!
Um poema que me enchesse, por diferente.
Algo melhor que há muito trago em mente
Sem, jamais, ter conseguido publicar.

Quisera!- E não quero?! Quero, sim, Senhor!
Quero poder cantar como jamais cantei!
Ambição que há muito em mim guardei
E é filha desta alma, deste peito sofredor.

Quisera e quero, antes que chegue a morte...
Dizer aos outros que luto por esta sorte:
-Poder saber que alguém ouviu a minha voz!

Será querer muito? Será ambição desmedida?
É um propósito sério que acalento nesta lida
E gostaria de oferecer hoje a todos vós.

JGRBranquinho

Sem comentários:

Enviar um comentário