segunda-feira, 11 de maio de 2015

GRITO D'ALMA




Sentimento muito íntimo- o mais profundo!
Grito d’alma que por si mesma se manifesta.
Um anseio de certezas, sonhando a sua festa
Que talvez nem tenha assento neste mundo.

Uma interrogação, desabafo ou exclamação,
Fortes emoções que ao poeta fazem sentido
Fruto dum magno sentir, pobre coração partido!
A sequência natural duma tão forte paixão.

Sol dum primeiro olhar, acaso mais brilhante!
Motivação maior, de todas a mais importante!...
Aquele encontro pontual em louvor da Poesia.

Olhou-a nos olhos, todo o seu ser estremeceu!
Desde então, sim, não mais o poeta a esqueceu!
É hoje no seu pequeno mundo, adorável fantasia.

Quinta da Piedade, 10 de maio de 2015
JGRBranquinho  -   “Zé do Monte”



Sem comentários:

Enviar um comentário