domingo, 15 de junho de 2014

UMA PERGUNTA



UMA  PERGUNTA

Quem acordou o silêncio de nós dois
naquela manhã de outubro?!
Quem foi?!
Foi o acaso? Foi o Amor?
Quem esteve na origem
do despertar de nossos corpos,
de nossas almas?!
Porque acordámos daquela letargia?
Porque, já despertos,
nos encaminhámos pra aquele lugar?!
Porque nos encontrámos,
num desconhecimento total
de nossas vidas, até ali?
Quem nos guiou?!
Quem nos aproximou?!
Foi o tal destino de que tanto se fala?
Qual foi a força oculta
que nos auxiliou e orientou?!
Era o dia que havia de modificar
as nossas vidas!
Não tivemos consciência disso
na altura, naturalmente.
Falámos- um pouco a medo,
por minha parte.
Apesar disso, tomei a iniciativa, sim.
Despedimo-nos, sorrimos, separámo-nos.
Ficámos ambos agradados
por aquele fortuito encontro,
como soube depois, por ti.
(Eu só sabia de mim, lógico!)
No entanto, guardava no meu íntimo,
uma secreta esperança:-
-a de que te tivesse agradado, também.
Algo me dizia que tu me tinhas sentido…
Que eu te tinha tocado, também.
Terminou o dia, pôs-se o Sol
no horizonte arborizado
que nos cercava naquele lugar.
Lugar sagrado para nós!
Cada um caminhou em sentido oposto,
 trazendo na lembrança a imagem  do outro.
Soube que assim foi
pois mo confessaste mais tarde.
De mim, soube-o de imediato!
Disse-mo, o meu coração
num bater acelerado
que tão bem senti!
Foi o momento
do despertar do amor em nós!
Quem nos diria antes, ao acordarmos,
o que nos esperava?

QUEM ACORDOU O SILÊNCIO DE NÓS DOIS
NAQUELA MANHÃ DE OUTUBRO?!

Monte Carvalho, maio de 2014
JGRBranquinho



2 comentários: