quarta-feira, 18 de maio de 2016

LÁ NO ALTO



Brilhava, lá no alto, a linda estrela
E em meus olhos seu brilho refletia!
Olhando-a, fixamente, me esquecia…
Riam, então, meus olhos, só de vê-la.

Em mil receios de poder perdê-la…
Chorava, saudoso, se a não via!
Sem saber, ao certo, porque sentia…
Sentia não poder, já, merecê-la.

Luz tão distante, sempre tão querida,
Tão saudosa que mata e me dá vida…
Mais que mil sóis, brilha em claro dia!

Sim, é luz santa porque santifica,
 Divina luz que enleva e vivifica…
Dia e noite, meus passos alumia.
NOTA:
Revisto em 18 de maio de 2016
JGRBranquinho  

Sem comentários:

Enviar um comentário