domingo, 17 de agosto de 2014

AO SOM DUMA BELA CANÇÃO




AO SOM DUMA BELA CANÇÃO

Ao som de uma belíssima canção de amor
Escrevo estas linhas para ti- mulher amada!
Escrevo sem esforço! É dádiva consagrada 
Por tua graça num poema em teu louvor.

Ou a canção do Sardet, por agrado meu
E quanto gostava de ouvi-la junto a ti!
Sim, senti-la-ia ainda mais do que senti
Partilhá-la contigo, seria quase o Céu.

Sim- meu doce Amor- minha Flor qu'rida.
Seria sentir mais intenso o prazer da vida
Aconchegado a mim o teu corpo angelical.

Porque não tenho tal prazer há tanto tempo?
Escutar belas melodias sem este contratempo
E juntos desfrutarmos desse momento sem igual.

Quinta da Piedade, 17 de agosto de 2014
JGRBranquinho

Sem comentários:

Enviar um comentário