quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

AMAR E SER AMADO




AMAR E SER AMADO
Quando se tem a sorte de amar e ser amado
Por casual encontro de duas vidas inocentes,
Há razão pra elevar ao Céu, poema cantado
Com toda a força d’alma, por esses dois entes.

Numa bela tarde de outono, esse feliz acaso!
Dois seres jovens se encontram sem esperar.
Por iniciativa dele ali se falam… o que deu aso
A um frutuoso diálogo, que os fez apaixonar.

Desde logo… algo de diferente ali aconteceu!
Olhando-se olhos nos olhos, logo se percebeu
Que muito breve e forte ali surgia uma paixão!

Foi tudo muito célere! A paixão tornou-se amor!
Começava ali uma nova vida! Um outro fulgor
Lhes concedeu diferente e afortunada condição.

Quinta da Piedade, 18 de fevereiro de 2015
JGRBranquinho  -   “Zé do Monte”


Sem comentários:

Enviar um comentário